PDF Imprimir E-mail

 

alt

 

 

 

alt

 

Vencedora do prêmio Da Vinci Huis - IASL Fund for Brasil 2013

Cintia Franco Bastos

 

 

 

 

 

 

PRÊMIO DA VINCI HUIS - IASL FUND FOR BRASIL 2013

A vencedora do prêmio Da Vinci Huis - IASL Fund for Brasil 2013, destinado a premiar um (a) bibliotecário (a) brasileiro (a) que desenvolva um trabalho inovador em biblioteca escolar no Brasil, foi a bibliotecária Cintia Franco Bastos, de Porto Alegre, RS.

Com o prêmio, Cíntia terá oportunidade de participar da 43ª Conferência da International Association of School Librarianship, que ocorrerá de 25 a 30 de agosto de 2014, em Moscou, na Rússia.

Cintia Franco Bastos é Bibliotecária da Pan American School Of Porto Alegre, desde 2010. É graduada em Biblioteconomia pela Universidade Federal Fluminense, tem mestrado em Educação com especialização em letramento e está cursando atualmente o mestrado em Estudos Multidisciplinares na SUNY Buffalo State, International Graduate Programs for Educators. A Escola Pan Americana de Porto Alegre foi fundada em 1966. É uma escola internacional que segue o currículo americano e brasileiro, atendendo estudantes desde a pré-escola até o ensino médio. A biblioteca atende a aproximadamente 350 alunos, além de pais e funcionários. A coleção possui 28 000 itens, e assinatura corrente de 50 revistas e 2 jornais.

A biblioteca é automatizada usando o sistema Follett e equipada com 10 computadores para usuários e espaço para acomodar até 24 alunos, de modo que o professor pode usar a biblioteca para dar suas aulas, utilizando os materiais e equipamentos. Os alunos de todos os níveis vão regularmente à biblioteca não só para pegar livros por empréstimo, mas também para estudo independente e para assistir aulas onde desenvolvem habilidades informacionais. Além disso, os bibliotecários estão sempre disponíveis para orientar individualmente os estudantes quando necessário. Cintia reconhece que é uma biblioteca pequena, mas que sua equipe está fazendo um bom trabalho para a comunidade escolar.

Ela considera que a biblioteca do Século XXI deve ser a alma da comunidade de aprendizagem e tem “quase certeza” de que consegue realizar isso por meio de: aquisição de materiais de qualidade para apoiar o currículo, colaboração com os professores no planejamento curricular das disciplinas de Inglês e Português; promoção do letramento e do gosto pela leitura; oferecimento de programa de habilidades informacionais e de atividades que envolvem as crianças com a leitura e com a biblioteca; disponibilização de recursos tecnológicos, tais como Nooks e Playaways, que atingem a cada leitor e atendem a diferentes estilos de leitura. Cíntia assim expressa sua visão da profissão:

“Sou apaixonada por leitura e letramento e quero incentivar os alunos não só a cultivar o gosto pela leitura, mas também a desenvolver as habilidades necessárias para encontrar, interpretar e utilizar fontes apropriadas de informações. Eu valorizo ​​a educação, a tecnologia e a aprendizagem ao longo da vida e anseio compartilhar esses valores com os estudantes e com meus colegas. O meu papel como bibliotecária é apoiar os meus alunos e oferecer-lhes bons recursos e oportunidades para aprender. Para ser capaz de fazer isso, eu mesma preciso estar constantemente aprendendo e crescendo”. Cíntia acredita que o Prêmio Da Vinci Huis - IASL lhe dará uma grande chance de aprender mais e de  tornar-se melhor no seu trabalho, o que significa que seus alunos terão um melhor ambiente de aprendizagem.